Mestrado em Psicologia Geral da Saúde

Top Banner

Mestrado em Psicologia Geral da Saúde

Apresentação

Cuerpo

Atendendo à sétima disposição adicional da Lei 33/2011, Lei Geral de Saúde Pública, de 4 de outubro, sobre a regulamentação da Psicologia na área da saúde, é requisito indispensável para o exercício da profissão titulada e regulamentada do Psicólogo Geral da Saúde, por graduados em Psicologia, a obtenção o título oficial de Mestrado em Psicologia Geral da Saúde.

O presente título é o único que qualifica o profissional para que possa exercer a profissão de psicólogo geral da saúde e, portanto, permite desenvolver atividades que correspondam ao exercício da psicologia em benefício próprio ou em benefício de outrem no campo da saúde. De acordo com o previsto no artigo 6.4 da Lei 44/2003, de 21 de novembro, o Psicólogo Geral da Saúde é responsável por realizar pesquisas, avaliações e intervenções psicológicas sobre os aspectos do comportamento e da atividade das pessoas que influenciam a promoção e melhoria do estado geral de sua saúde, desde que tais atividades não requeiram atenção especializada de outros profissionais de saúde.

O título também permite registrar as unidades assistenciais ou consultas psicológicas no Registro Geral de centros, serviços e estabelecimentos de saúde.

Modalidade: Presencial

Competências

Ao longo do programa de mestrado em Psicologia Geral da Saúde, os alunos devem desenvolver as seguintes competências:

Gerais:

  • Aplicar os fundamentos da bioética e o método de deliberação na prática profissional, adequando-se à sua prática como profissional de saúde às disposições da Lei 44/2003, de 21 de novembro, sobre a organização das profissões de saúde e a confidencialidade da informação e da proteção de dados pessoais de pacientes.
  • Adquirir, desenvolver e implementar um conceito de saúde integral, onde tenham lugar os componentes biopsicossociais desta, conhecendo o quadro de atuação do psicólogo de saúde geral e sabendo como encaminhar o profissional especialista correspondente.
  • Desenvolver seu trabalho sob a perspectiva da qualidade e da melhoria contínua, com a capacidade autocrítica necessária ao desempenho profissional responsável, levando a um grau de excelência no conhecimento e aplicação do princípio de igualdade entre mulheres e homens.

Específicas:

  • Adquirir, desenvolver e implementar um conceito de saúde integral, onde tenham lugar os componentes biopsicossociais desta, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela OMS.
  • Aplicar os fundamentos da bioética e o método de deliberação na prática profissional, adequando sua prática como profissional de saúde às disposições da Lei 44/2003, de 21 de novembro, sobre a organização das profissões de saúde.
  • Mostrar habilidades de comunicação interpessoal e gestão de emoções adequada para uma interação efetiva com pacientes, familiares e cuidadores nos processos de identificação de problemas, avaliação, comunicação de diagnósticos e intervenção e acompanhamento psicológico.
  • Analisar criticamente e usar fontes de informações clínicas.
  • Utilizar as tecnologias de informação e comunicação no desempenho profissional.
  • Escrever relatórios psicológicos de forma adequada aos destinatários.
  • Formular hipóteses de trabalho em pesquisa, coletar e avaliar de maneira crítica as informações para resolução de problemas, aplicando o método científico.
  • Conhecer o quadro de ação do psicólogo de saúde geral e saber encaminhar o profissional especialista correspondente.
  • Desenvolver seu trabalho sob a perspectiva da qualidade e melhoria contínua, com a capacidade autocrítica necessária para um desempenho profissional responsável.
  • Saber comunicar e comunicar-se com outros profissionais e dominar as habilidades necessárias para o trabalho em equipe e grupos multidisciplinares.
  • Dominar as obrigações e responsabilidades do pessoal de saúde em relação à confidencialidade das informações e à proteção dos dados pessoais dos pacientes.
  • Conhecer em profundidade a natureza psicológica do comportamento humano, bem como os fatores sociais e biológicos que podem afetá-lo.
  • Conhecer em profundidade a natureza psicológica dos distúrbios do comportamento humano.
  • Conhecer em profundidade os fatores psicossociais associados aos problemas de saúde e doença.
  • Conhecer em profundidade os fatores biológicos e psicossociais associados aos problemas de saúde e doença, especialmente aqueles relacionados à saúde mental.
  • Conhecer em profundidade os diferentes modelos de avaliação e intervenção no campo da Psicologia Geral da Saúde, bem como as técnicas e procedimentos deles derivados para a abordagem dos transtornos comportamentais e dos fatores psicológicos associados aos problemas de saúde.
  • Planejar, conduzir e, quando for o caso, supervisionar o processo de avaliação psicológica do comportamento humano e dos fatores psicológicos associados a problemas de saúde para estabelecer a avaliação destes.
  • Delinear, desenvolver e, quando for o caso, supervisionar e avaliar planos e programas de intervenção psicológica, com base na avaliação psicológica e das variáveis individuais e sociais simultâneas em cada caso.
  • Conhecer as atividades necessárias para a constituição, execução e gestão de uma empresa, suas diferentes formas jurídicas e as obrigações legais, contábeis e fiscais associadas.
  • Dominar a normativa vigente na área da saúde espanhola.
  • Realizar atividades de promoção e educação para a saúde psicológica individual e comunitária.

Saídas Profissionais

Cuerpo

Entre as saídas profissionais do Psicólogo Geral de Saúde, destacam-se:

  • Prática privada da profissão de psicólogo geral da saúde.
  • Consultórios e centros de psicologia de avaliação, intervenção psicológica.
  • Centros de reabilitação.
  • Centros educacionais.
  • Organizações sócio-sanitárias não governamentais em programas voltados para o atendimento de dependentes químicos, doentes terminais ou cuidados paliativos.
  • Residências de terceira idade.
  • Associações de familiares e pacientes com doenças físicas, raras ou mentais, centros municipais, instituições ou empresas com programas de promoção da saúde, drogadição, violência de gênero, etc.
  • Centros de reabilitação e estímulo neuropsicológico.
  • Centros de reabilitação para pessoas com deficiências.
  • Centros de reabilitação psicossocial de pacientes crônicos.
  • Centros de tratamento e reabilitação de dependências.
  • Centros para exames médicos de motoristas.
  • Centros para obtenção de licenças de armas.
  • Mútuas de acidentes de trabalho e doenças profissionais.
  • Instituições penitenciárias.
  • Aconselhamento psicológico nos tribunais de família e perícia psicológica forense.
  • Centros de apoio ou atendimento à criança e ao adolescente.
  • Centros de desenvolvimento infantil e primeiros cuidados.
  • Centros de acolhimento e cuidados para vítimas de abuso.
  • Centros educativos e de atenção psicopedagógica.
  • Centros de educação especial.
  • Centros de assistência e bem-estar social da infância e da adolescência em alto risco de marginalização social.
  • Centros de assistência a vítimas de agressões sexuais.
  • Clínicas e centros privados de reprodução assistida.

Titulação

Após a conclusão do programa, o aluno obterá o título de Mestre em Psicologia Geral da Saúde, emitido pela Universidade Europeia do Atlântico.

Plano de estudos

Cuerpo

O plano de Mestrado em Psicologia Geral da Saúde da Universidade Europeia do Atlântico é composto por 90 créditos ECTS que contêm toda a formação teórico-prática que o aluno deve adquirir para a obtenção do título de mestre.

A estrutura respeita integralmente o delineamento referenciado na Portaria ECD/1070/2013, de 12 de junho, que estabelece os requisitos para a verificação dos títulos universitários oficiais do Mestrado em Psicologia Geral da Saúde.

O tempo previsto para a conclusão do Mestrado é de 3 semestres distribuídos em dois anos letivos.

DISCIPLINAS CRÉDITOS CARÁCTER
Fundamentos científicos e metodológicos da psicologia da saúde 3 OB
Fundamentos profissionais do psicólogo da saúde 3 OB
Avaliação e intervenção dos transtornos mentais em adultos 6 OB
Diagnóstico e intervenção dos transtornos mentais do início da infância e da adolescência 6 OB
Avaliação e intervenção neuropsicológica 6 OB
Atitudes e habilidades para a realização de serviços psicológicos no ambiente sócio-sanitário 6 OB
Avaliação e intervenção em psicogerontologia 6 OB
Intervenção em crises, catástrofes e emergências 3 OP
Comportamentos de risco e adições: diagnóstico e intervenção individual, grupal e comunitária 3 OP
Violência e suas variáveis. Implicações psicológicas, de saúde, institucionais e sociocomunitárias 3 OP
Sexualidade, casamento e família 3 OP
Saúde ocupacional. Estressores e riscos psicossociais laborais no ambiente sócio-sanitário 3 OP
Intervenção em transtornos crônicos de saúde. Personalidade e doença 3 OP
Ciclo vital, estilos de vida e estresse da vida cotidiana: repercussões para a saúde individual, comunitária e pública 3 OP
Delineamento de campanhas de promoção e prevenção de saúde 3 OP
Intervenção na deficiência: aspectos psicossociais e legais no ambiente sócio-sanitário 3 OP
Atualização na teoria e prática da psicoterapia 3 OP
Intervenção psicológica: treinamento e psicoterapia no ambiente sócio-sanitário 3 OP
Atualidades sobre psicopatologia e psicofarmacologia: diferentes alternativas 3 OP
ESTÁGIO
Prácticas externas I
12 OB
Prácticas externas II 18 OB
TRABALHO DE FINAL DE CURSO
Trabalho de final de curso
12 OB

Requisitos de acesso

Cuerpo

Conforme estabelecido no artigo 16 do Real Decreto 1393/2007, modificado pelo Real Decreto 861/2010, os estudantes que preenchem qualquer uma das seguintes condições podem acessar esses estudos:

  • Possuir um título universitário oficial espanhol ou outro emitido por uma instituição de ensino superior do Espaço Europeu de Ensino Superior que faculte no país que emite o título de acesso a ensino de Mestrado.
  • Titulados conforme os sistemas educativos fora do Espaço Europeu de Ensino Superior poderão ter acesso, sem a necessidade de homologação de seus títulos, após verificação pela Universidade de que há um nível de formação equivalente aos títulos universitários oficiais espanhóis correspondentes e que facultam, no país emissor do título, para acesso ao ensino de pós-graduação. O acesso por esse caminho não implicará, em qualquer caso, a homologação do título anterior que se encontra em posse do interessado, nem seu reconhecimento para outros fins que não o de cursar o ensino de mestrado.
  • No caso de alunos com necessidades educativas especiais derivadas de deficiência, será avaliada a necessidade de possíveis adaptações curriculares, itinerários ou estudos alternativos.

Criterios de admissão:

Em conformidade com a Ordem ECD 1070/2013, constituirá um requisito necessário para o acesso ao Mestrado em Psicologia Geral da Saúde a posse do título de licenciado/graduado em Psicologia aliada, no caso, a uma formação complementar que garante que o interessado obteve, pelo menos, 90 créditos ECTS de caráter especificamente da área de saúde.

No caso de um diploma não obtido em uma instituição universitária do Espaço Europeu de Ensino Superior, poderá acessar o Mestrado sem a necessidade de homologação, depois de verificar que tal título credita um nível equivalente às qualificações correspondentes da universidade espanhola e que é autorizado, no país expedidor do título, para acesso a estudos de pós-graduação.

O processo de admissão para o Mestrado inicia-se com o envio, por correio, para a Seção de Admissões de Pós-Graduação, a seguinte documentação:

  • Solicitação de Admissão preenchida
  • Curriculum Vitae atualizado
  • Fotocópia do DNI (somente candidatos espanhóis) ou NIE ou passaporte (somente candidatos estrangeiros)
  • Fotocópia do Certificado de estudos / Histórico acadêmico (concluído ou no último curso da titulação universitária)
  • Duas fotografias coloridas, em tamanho passaporte.

Uma vez recebida a documentação, a Comissão de Admissões do Mestrado em Psicologia da Saúde Geral, composta pela responsável pela Coordenação da Organização Acadêmica, a Direção do Departamento de Admissões, o Diretor Acadêmico do Mestrado e dois professores do Mestrado, verificará se a titulação apresentada dá acesso à titulação para a qual se aplica, conforme estabelecido nos artigos 15 e 16 do Real Decreto 1393/2007 e nas disposições da seção C da Ordem ECD 1070/2013, e analisará as solicitações recebidas para determinar a adequação dos candidatos aos estudos de Mestrado. Nessa fase de admissão, serão considerados os seguintes critérios:

  • Histórico acadêmico do aluno (80%)
  • Outros méritos relacionados à área do curso (bolsas e prêmios relacionados à titulação, pós-graduação em titulações afins, experiência profissional relacionada à titulação) (20%)

A Comissão Acadêmica do Mestrado reserva-se o direito de realizar entrevistas com os candidatos, no caso de possíveis dúvidas que possam surgir ao estudar a documentação apresentada. Uma vez concluída a avaliação e a análise dos candidatos, a Comissão de Admissões aprovará ou rejeitará a solicitação.

Finalizada essa fase, o candidato receberá informações por escrito sobre sua admissão, adiantadas por telefone e/ou por e-mail, sobre o resultado do processo de admissão e sobre a formalização de sua inscrição no Programa, a documentação definitiva, devidamente legalizada, caso seja exigido pela natureza dos documentos fornecidos, que deve ser submetida para iniciar o processo de pré-inscrição/reserva de vaga e posterior matrícula.

Pré-inscrição

Uma vez anunciada a admissão, os candidatos devem fazer a reserva da vaga. Essa pré-inscrição, mediante pagamento econômico, garante a vaga do candidato no programa de Mestrado da Universidade.

Matrícula

Candidatos pré-inscritos com reserva de vaga que desejam formalizar sua matrícula acadêmica na Universidade devem, dentro dos prazos indicados, seguir os seguintes passos:

  • Entrega de documentação: creditar documentalmente que foram aprovados os requisitos estabelecidos pela legislação universitária espanhola para poder iniciar/continuar seus estudos universitários na Universidade Europeia do Atlântico.
  • Formalização do processo de matrícula via Internet: O serviço de automatrícula do site da Universidade permite que os alunos admitidos concluam todos os procedimentos acadêmicos, econômicos e administrativos, sem ter que estar fisicamente na Universidade. Os alunos admitidos formalizarão sua automatrícula nos prazos indicados. Para isso, eles receberão em seu endereço, juntamente com sua carta de admissão, a chave de acesso e contrassenha pessoal necessárias para realizar sua automatrícula acadêmica e econômica. Formalizada a automatrícula após verificação da documentação apresentada, o candidato adquire o status de aluno da Universidade Europeia do Atlântico. No processo de automatrícula, o aluno tem em todos os momentos a assistência técnica dos Serviços de Informática.
  • Pagamento do custo da matrícula anual da titulação de pós-graduação para o qual foi admitido. A taxa de pré-inscrição/reserva de vaga é uma parte do custo da matrícula anual.